Exército da Salvação no Rio

Quando comecei a me interessar muito por decoração, conheci vários blogs que acompanho até hoje. Num desses blogs, o Dcoração (blog bacana da Vivi, que também é do Rio), eu descobri o Exército da Salvação. A Vivi comprou móveis super bacanas lá (clica aqui para ver) por preços mais bacanas ainda. Então, fiquei com muita vontade de ir nesse tal exército e ver, com meus próprios olhos, o que tinha de bom.

Mas então, aconteceu algo péssimo: o Exército da Salvação de Vila Isabel (o que a Vivi frequentava) fechou. E só sobrou o galpão principal, que fica em Benfica.
Liguei para lá e para minha alegria, me disseram que roupas também eram vendidas. Aí vocês imaginem minha euforia... Fui. Numa missão suicida que não valeu tanto a pena. hehe

Benfica é um ligar bizarro. É esquisito, cheio de viciados em drogas. E o Exército da Salvação fica ao lado do Viaduto de Benfica, então, embaixo do viaduto tinham mais pessoas bizarras ainda. Por sorte, não fui assaltada, mas podia ter sido. Cheguei lá e para minha surpresa: eles não vendem roupa. Tem muita roupa lá, mas eles levam para serem vendidas em São Paulo. Ou seja, a funcionária muito bem informada me deu uma informação errada.

Lá eles só vendem móveis, eletrodomésticos e quadros. Não tinha tanta coisa, mas os preços são bem legais e acho uma boa opção para quem tá se mudando e não tem muita grana para comprar móveis novos. Olha o que vi por lá:



O mini armário preto custava 25 reais e a mesinha uns 25 reais também.


Tinham quadros bem bacanas, fiquei até com vontade de levar algum. hehe Não tinham preços neles, e não tinha nenhum funcionário por perto para eu perguntar.





A estante/rack marrom escuro custava uns 180 reais e o armário marrom custava 45 reais.


Tá vendo aquele monte enorme de sacos ali atrás? São as roupas que eles mandam para São Paulo.


O que mais amei: essa banqueta. O preço era 120 reais e quis muito, mas fui de buzão e seria péssimo para levar para casa. :(



Não achei o bazar tão incrível assim. Talvez o de Vila Isabel fosse anos luz melhor. 
E não consegui entender o porquê das roupas serem enviadas para São Paulo. Como se São Paulo não fosse grande o bastante para sobreviver com as próprias doações. Enfim, acho burrice não abrir um bazar aqui no Rio também.


Quem quiser conhecer o Exército da Salvação, o endereço é:


Rua Dr. Odilon Benévolo, 196, Benfica – Rio de Janeiro
Funciona de segunda à sexta, das 10h30 até às 16h30, e aos sábados, de 9h20 às 12h30.

Telefone: 4003-2299
Forma de pagamento: cartão de crédito ou débito. Eles não aceitam dinheiro nem cheques.

*Para quem for de São Paulo, tem os endereços nesse link aqui.


Vamos esperar para ver se eles mudam de ideia e abrem um bazar com roupas, num lugar decente.

Já conheciam o Exército da Salvação?

;)

beijos, Ju

5 comentários

  1. Oi Jú, eu frequentava a loja do Grajaú em Sampa, pois morei lá perto. Mas as roupas eram bem caídas. Consegui umas poucas boas peças de blusas e sapatos e uma bolsa de palha. Procurava muito para achar de uma a três peças por vez. Então achava a procura cansativa e acho que não valia muito a pena.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que tinha desanimado completamente de fuçar em bazares por conta do Exército. Porque quando começei a ir os preços eram razoavéis, depois rolu um comércio forte em cima das peças. Me lembro de um Nike velho que custava 65 reais. Como assim? Depois dos seus post's voltei a ter esperanças. rs

    ResponderExcluir
  3. Sei que seu blog é sobre moda (muito legal e inteligente) mas queria saber mais algumas informações sobre esse brechó de móveis:

    Por acaso, vc viu o preço da estante marrom anos 70, da foto 6?
    Vc sabe se eles entregam ou tem carros de frete nas proximidades?

    Liguei pra lá, mas a moça não sabia me informar nada...

    Parabéns, muito legal esse seu giro pelos brechós, espero que logo venha pra Niterói.

    Abs!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andreia! Eu vi o preço, era algo em torno de 300 reais... Não sei se eles entregam, não... :( O atendimento deles é péssimo, a moça me deu mil informações erradas.


      Brigada! Eu tô planejando ir num brechó em Niterói, só me falta tempo! hehe

      beijos!

      Excluir
  4. Eu espero que pessoas pobres tenham acesso a esses bazares.

    ResponderExcluir
Leio todos os comentários e respondo quase todos. :) hehe Se for urgente, melhor mandar um email para: jusacramento@temnomeuquintal.com